AEAS participa de abertura de força-tarefa junto ao CREA-SP


O CREA-SP (Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Estado de São Paulo) iniciou no dia 18 de outubro uma força-tarefa de fiscalização de exercício profissional. Uma solenidade de abertura da ação foi realizada na Prefeitura de Sumaré e contou com a participação da AEAS (Associação dos Engenheiros e Arquitetos de Sumaré).

A iniciativa, que deve ser encerrada na sexta-feira (22), fiscalizará empresas sem registro no Crea e sem responsáveis técnicos, obras em loteamentos residenciais, edifícios em construção, galpões e loteamentos industriais, além de denúncias e bairros em implantação.

Em Sumaré, a solenidade de abertura da força-tarefa contou com participação do presidente da entidade sumareense, engenheiro civil José António Picelli Gonçalves, do superintendente da Consimares e diretor da AEAS, engenheiro agrônomo Valdemir Aparecido Ravagnani - o Mimo, do deputado estadual Dirceu Dalben, do presidente do CREA-SP, engenheiro Vinicius Marchese, do prefeito de Sumaré, Luís Alfredo Dalben, do gerente regional do CREA-SP, engenheiro Valdir Zarpelon, além de outros representantes de entidades da região.

Além de Sumaré, as ações serão realizadas nas cidades de Nova Odessa, Hortolândia, Americana, Santa Bárbara d'Oeste e Monte Mor.

“Essa foi mais uma importante ação do CREA-SP e que contou com apoio da AEAS. É muito importante termos profissionais especializados e credenciados à frente das obras. Eles são fundamentais para dar todo suporte necessário em todas as etapas”, disse Picelli.

Segundo o presidente do CREA-SP, a maioria das irregularidades encontradas pelo conselho é sobre falta de profissional habilitado. “É aí o ponto de atenção nosso, porque existem vidas de pessoas que estão envolvidas nas atividades, que não podem não ter responsável técnico”, disse.

Posts Em Destaque