Bambu como substituto do aço, entenda

January 24, 2020

Antes de começarmos a usar o aço para reforçar estruturas, o bambu continuava sendo o principal componente na construção de edifícios. Ainda hoje, você verá o uso de bambu na construção de casas e outras estruturas em áreas subdesenvolvidas.

 

No entanto, a maioria das pessoas tem uma opinião distorcida sobre o bambu. As pessoas tendem a associar o bambu a estruturas fracas. No entanto, esse não é o caso.

 

                                                Como o bambu supera o aço?

 

Sim, o bambu é mais resistente que o aço no que diz respeito à resistência à tração. O aço tem uma resistência à tração de 23.000 libras por polegada quadrada.

 

Mas o bambu supera o aço, com uma notável vantagem de 28.000 libras.

 

Isso ocorre porque, quando consideramos a força de um material, há variáveis a serem lembradas. A resistência à tração pode ser definida como a resistência oferecida por uma objeção à quebra ou divisão sob tensão.

 

E sim, neste caso, o bambu é mais resistente que o aço, pois possui uma estrutura molecular bem compactada se comparada ao aço.

 

O melhor do bambu é que podemos utilizar todas as partes da planta para uma variedade de finalidades, desde a construção até desodorantes e medicamentos.

 

Existem mais de 490 espécies de bambu disponíveis. Certas espécies de bambu também possuem um recorde da planta que mais cresce.

 

Chegam a dezenas de metros de altura, dependendo da espécie.

 

Um fato desconhecido sobre as plantas de bambu é que elas liberam 30% mais oxigênio para a atmosfera em comparação com outras plantas, o que por si só é uma razão suficientemente boa para cultivá-las quando o mundo está enfrentando um aumento da poluição do ar e da destruição do ozônio. A planta também ajuda a evitar a erosão do solo.

 

As plantas de bambu são usadas em uma variedade de aplicações:

  • É utilizado na construção de edifícios, móveis, quadros de bicicletas, etc;

  • As fibras de bambu são respiráveis e são usadas para vestuário devido às suas propriedades antibacterianas e de temperatura;

  • O carvão de bambu é um excelente desodorizante devido à sua capacidade de absorção;

  • Partes de bambu são usadas em alimentos e medicamentos;

  • O bambu também melhora o sabor do álcool;

  • Essas plantas podem crescer em qualquer lugar e não precisam do uso de fertilizantes para o seu crescimento. As folhas caídas da planta fornecem os nutrientes essenciais necessários.

 

                                                     Bambu como alternativa ao aço

 

O bambu é usado no campo da construção há muito tempo, mesmo antes de sua resistência à tração ser conhecida. As pessoas costumavam construir casas, móveis, cercas e demais coisas com bambu.

Nossos pesquisadores e engenheiros modernos estão ansiosos para substituir o aço pelo bambu devido às suas propriedades de tração.

 

O uso de aço no concreto é caro, e a produção de aço tem muitas desvantagens, como altos custos, poluição e degradação ambiental. O bambu, por outro lado, pode ser produzido a custos muito baixos e possui vários benefícios ambientais.

 

No entanto, não podemos usar o bambu para substituir o aço diretamente, pois a resistência à tração por si só não é suficiente, embora o bambu seja mais resistente e mais rígido do que outros materiais de construção.

 

A planta, no entanto, é propensa a ataques de insetos e pode se degradar na presença de água. A durabilidade e o encolhimento a longo prazo também são fatores a serem considerados.

 

Uma extensa pesquisa já está em andamento para eliminar todas essas deficiências e aumentar as propriedades existentes do bambu. Esses estudos enfocam as propriedades mecânicas e físicas da planta e encontram as espécies que são mais úteis.

 

O Instituto Federal Suíço de Tecnologia de Zurique está desenvolvendo um composto de bambu chamado BambooTECH, que eles acreditam que pode substituir o aço por sua resistência, alta versatilidade e durabilidade.

 

Os cientistas e arquitetos do MIT descobriram que a madeira de bambu é mais densa e mais resistente que as madeiras macias, como o pinheiro. Eles estão tentando explorar as propriedades do bambu para transformá-lo em um material de construção melhor, que pode ser usado para construir edifícios mais resilientes.

 

                                 Engenharia usando bambu: o que o futuro nos reserva!

 

O uso de bambu, também conhecido como ‘madeira do pobre homem’, no campo da engenharia também é numeroso. As organizações ambientais estão promovendo o bambu devido à sua variedade de excelentes propriedades e capacidade de emissão de oxigênio.

 

Sua alta resistência à tração, capacidade de suportar a compressão e a propriedade de flexão o tornam um material muito promissor no campo da construção. Os projetistas veem o bambu como uma alternativa à madeira serrada.

 

Os painéis de madeira de bambu oferecem uma aparência e acabamento estéticos naturais. Pisos, armários e utensílios domésticos feitos de bambu são mais duráveis ​​e menos dispendiosos.

 

Quando os pesquisadores teceram bambu com epóxi, eles acabaram com um composto mais forte que a fibra de carbono. Isso nos dá esperança de que um dia o bambu possa ser usado para criar uma alternativa à fibra de carbono.

 

A maior de todas as vantagens é que é 100 vezes mais barata em comparação com a fibra de carbono.

O baixo custo, a ampla disponibilidade e a resistência do bambu tornaram possível o uso dessa planta na construção de abrigos e em grandes projetos de auxílio a desastres.

Alguns dos exemplos são:

  • Casas resistentes a inundações no Vietnã;

  • Habitação para vítimas do terremoto no Nepal;

  • Alojamento temporário na Tailândia para refugiados birmaneses;

  • Além do seu potencial para substituir o aço, os pesquisadores acreditam que o bambu também pode ser usado para substituir os tubos de plástico usados na construção.

 

                                                                    Conclusão

 

O uso de bambu na construção, automóvel e outros campos potenciais pode eliminar a necessidade de materiais como aço, plástico, fibra de carbono, etc.

 

O baixo custo do bambu reduz o custo total de construção e o torna acessível a todos.

 

Outro mérito significativo do cultivo de bambu é que nenhuma parte da planta é desperdiçada. Levando esses fatos em consideração, é uma boa idéia promover o crescimento e o uso do bambu para garantir menores custos de vida e um ambiente melhor para as gerações futuras.

 

Texto: Ademilson Ramos

Foto: Divulgação

Site: https://engenhariae.com.br/meio-ambiente/bambu-como-substituto-do-aco-entenda

 

Share on Facebook
Please reload

Posts Em Destaque

Presidente da AEAS participa de reunião do Colégio de Entidades Regionais

October 15, 2019

1/4
Please reload

Posts Recentes