Detalhes do UIA 2020 são aprovados em Seul

March 17, 2017

Os detalhes já estruturados para o 27º Congresso Mundial de Arquitetos – UIA 2020, a ser realizado no Rio de Janeiro (RJ), foram apresentados no sábado (4/3), com apoio da Federação Nacional dos Arquitetos e Urbanistas (FNA),  pelo conselheiro da União Internacional dos Arquitetos (UIA) da Região III – América, Roberto Simon, durante o último dia da 130ª edição da reunião do Conselho da UIA em Seul. A região pretendida para ocupação durante o evento, o sistema de transporte e os outros detalhes foram aceitos por unanimidade pelos organizadores e conselheiros que esperam mergulhar na arquitetura da capital fluminense e nos seus traços culturais de forma intensa.

De acordo com Simon, a expectativa é grande quando se fala no Rio de Janeiro. “É uma cidade muito conhecida e as pessoas querem ver como funciona o Rio de Janeiro, a sua movimentação, as diferenças sociais, a sua história, a cidade viva. E acredito que vamos conseguir mostrar isso com as regiões que escolhemos para a realização do UIA 2020”, afirma.

A área a ser ocupada durante o UIA 2020 está contida entre a Marina da Glória, o Aterro do Flamengo, o Museu de Arte Moderna (MAM) e auditório, o Hotel Bossa Nova Mall e Convenções, o Museu do Amanhã, e o Pier e Praça Mauá. Para a ocasião, será utilizado o sistema de transporte VLT e suas conexões. O evento terá como linha de corte as águas da Praia do Flamengo e a avenida Rio Branco ficando fora do corte o Capanema e o Maracanãzinho. Ainda durante a reunião, Simon apresentou um filme construído para mostrar a vibração e conexões das áreas selecionadas.

A reunião do Conselho da UIA foi realizada de 2 a 4 de março e também tratou do Congresso UIA Seul 2017, que será realizado de 3 a 10 de setembro, entre outros assuntos. Conforme Simon, apesar da necessidade do aporte de mais recursos financeiros para a sua realização, o evento está sendo construído de forma animadora. “Demonstraram grande capacidade e eficiência em sua organização. Na sexta-feira, em reunião com o prefeito, novamente ficou claro o envolvimento e o comprometimento do município com o Congresso”, afirma, destacando que 70% dos recursos provêm do município e o restante da arrecadação do evento através de expositores e público pagante.

A partir da afirmação de que “a arquitetura está mudando e não tem apenas a ver com o projeto, mas também com a gestão”, Simon observa que o problema da mobilidade, fruto da globalização, para o exercício profissional foi objeto de forte discussão no encontro, uma vez que alguns países começam a criar restrições cada vez maiores, principalmente entre aqueles que já exercem intercâmbio como a Europa e o leste europeu onde esse efeito se mostra mais presente.

Nos períodos noturnos ocorreram reuniões informais para que fossem estabelecidos e acertados pontos de pauta sensíveis da programação do encontro, principalmente aqueles ligados ao ensino e exercício profissional. Reformas estatutárias com reflexo em representações e na área financeira da instituição sempre estiveram em discussão. Ainda, pelo fato da proximidade do final da gestão na UIA, nomes apareceram como prováveis candidatos às eleições de setembro.

Também foi autorizado ao vice-presidente da Região III – América, Carlos Alvarez Guzmán, chegar a um documento de acordo com a Federação Pan-americana de Arquitetos a todos os assuntos relacionados ao continente americano. Além disso, foi aprovado o guia de valores para a arquitetura, o “Global Alliance for Building And Construction”, diretamente relacionado com a qualidade de vida e que deverá definir uma política da arquitetura mundial comprometida com a vida.

 

 

Share on Facebook
Please reload

Posts Em Destaque

Presidente da AEAS participa de reunião do Colégio de Entidades Regionais

October 15, 2019

1/4
Please reload

Posts Recentes

December 6, 2019

Please reload

Arquivo